Eleições 2008

Escolha deve ser do PSB e PMDB, afirma petista
Ana Silva - Tribuna do Norte

ELEIÇÕES 2008 - Ruy Pereira afirma que está confiante na indicação para disputa
01/05/2008

Nas negociações para formar uma chapa de coalizão, com o PMDB, PT e PSB, já foram criados dois consensos: o nome do candidato a prefeito nessa aliança será do PT e os petistas já avisaram que abonarão — qualquer que seja o escolhido, desde que seja um filiado ao Partido dos Trabalhadores. A informação foi dada ontem pelo presidente estadual do PT, Geraldo Pinto. Ele disse que o partido não tem restrição a nenhum filiado. “Não existe um petista mais preferido do que o outro. Quem os nossos aliados aceitarem, nós iremos apoiar, desde que seja filiado ao PT”, afirmou Geraldo Pinto.

Ele informou que, na próxima segunda-feira, o diretório petista fará mais uma reunião para discutir a sucessão. Geraldo Pinto afirmou que a única restrição a um nome do partido poderia surgir caso houvesse um processo no Conselho de Ética. “Como nenhum desses nomes que estão postos têm processo, então não há qualquer restrição. O PT se sentirá honrado em ter um nome seu escolhido para a chapa da coalizão”, observou Geraldo Pinto, lembrando a aprovação das administrações da governadora Wilma de Faria e do prefeito Carlos Eduardo, que superam os 60%. Questionado sobre a indicação do nome para vice, o presidente do PT disse que o importante é a composição da base do presidente Lula.

“É até natural esse apoio. Apoiamos a governadora Wilma desde janeiro de 2006. O PT tinha a proposta do candidato a vice, mas retirou. O que o PSB faz agora é uma retribuição ao nosso gesto. Já o PMDB tem recebido todo apoio do PT com o presidente do Senado, Garibaldi Filho, e o líder do partido na Câmara, deputado Henrique Alves”, avaliou Geraldo Pinto.

O senador Garibaldi Filho reconheceu que a posição do PT, de aceitar qualquer dos candidatos indicados pelo PMDB e PSB, facilita o entendimento. “Acho que vai sair e essa posição do PT facilita, realmente. Só ainda não há um consenso em torno do nome”, ressaltou o senador. Além do secretário de Assuntos Institucionais Ruy Pereira e da deputada federal Fátima Bezerra, Garibaldi Filho disse que o nome da secretária municipal de Planejamento, Virgínia Ferreira, ainda não está descartado. “O nome de Virgínia ainda está sendo discutido”, completou o senador.

Rumo a 2010

O presidente estadual do PT, Geraldo Pinto, admitiu que as negociações para o pleito municipal de 2008 apontam alianças que poderão se compor em 2010. “Não serei hipócrita de não dizer que 2008 é a ante-sala de 2010. Lógico que é. Estamos fazendo alianças em muitas cidades, apoiando candidatos do PSB”, comentou o petista.

Ele citou a Prefeitura de Parnamirim, onde há chances do PT apoiar o vice-prefeito Maurício Marques, candidato apoiado pelo prefeito Agnelo Alves. “Em Mossoró também estamos fechando. São negociações feitas em cidades importantes”, completou Geraldo Pinto.

Um comentário :

morisca disse...

geraldao voce e canidato a deputado federal em 2010