Resposta à matéria de Roberto Guedes

Caro Roberto Guedes, reproduzo a matéria publicada no Jornal de Fato, em 19-12-2007, e aproveito para tecer algumas considerações.

"Possíveis denúncias contra Geraldão preocupam

Encerrada a apuração dos votos de anteontem, que garantiram a continuação do geofísico Geraldo Pinto, diretor da Potiguar Distribuidora de Gás (POTIGAS) na presidência do diretório regional da agremição, expoentes do PT baseados em Natal passaram a se mostrar preocupados quanto à perspectiva de eclosão, a qualquer momento, de uma denúncia envolvendo o dirigente partidário. Pelo que dizem, adversários de "Geraldão" no âmbito interno da legenda, sabiam que ela estava para estourar a qualquer momento e guardaram segredo porque eticamente seria incorreto usar as informações a respeito na campanha. Até o candidato que Geraldão derrotou, o professor e ex-deputado Manoel Souto Júnior, "Júnior Souto", conhecia o alto teor de explosividade das informações e as guardou consigo. Pelo que dizem, Polícia Federal e Ministério Público Federal ampliaram muito o conteúdo das denúncias que dirigentes do grupo Líder, de Mossoró, levantaram meses atrás contra a atuação de Geraldo na diretoria comercial da Potigás."


1- Sou um admirador particular do método de divulgar fatos e opiniões que você utiliza, sempre direto, objetivo e sem subterfúgios. Portanto, estranhei a matéria acima, a partir do título, vejamos: "Possíveis denúncias contra Geraldão preocupam". Ora senhor colunista, denúncias existem ou inexistem, possibilidades de denúncias são tergiversações que visam criar factóides para atingir a minha pessoa.

2- No corpo da notícia, tenta-se atrelar ao encerramento da "apuração dos votos de anteontem, " a preocupação de " expoentes do PT baseados em Natal passaram a se mostrar preocupados quanto à perspectiva de eclosão, a qualquer momento, de uma denúncia envolvendo o dirigente partidário." Ora pois, quem são os EXPOENTES? Os que foram recém derrotados na eleição???? Creio que sim, pois segue a matéria:
"Pelo que dizem, adversários de "Geraldão" no âmbito interno da legenda, sabiam que ela estava para estourar a qualquer momento e guardaram segredo porque eticamente seria incorreto usar as informações a respeito na campanha. Até o candidato que Geraldão derrotou, o professor e ex-deputado Manoel Souto Júnior, "Júnior Souto", conhecia o alto teor de explosividade das informações e as guardou consigo. Pelo que dizem, Polícia Federal e Ministério Público Federal ampliaram muito o conteúdo das denúncias que dirigentes do grupo Líder, de Mossoró, levantaram meses atrás contra a atuação de Geraldo na diretoria comercial da Potigás."

3- Ora, então existe a denúncia!!! e está na Polícia Federal e no Ministério Público Federal???? Como é que há um denúncia contra mim e Júnior Souto sabe e eu mesmo não sei? Que fonte é esta, caro jornalista? Vou instigar o companheiro Júnior Souto a que me mostre tais denúncias, e inclusive interpelá-lo judicialmente para que me apresente as informações que você afirma que ele guardou consigo.

4- Expressões como "Pelo que dizem, Polícia Federal e Ministério Público Federal ampliaram muito o conteúdo das denúncias que dirigentes do grupo Líder, de Mossoró, levantaram meses atrás contra a atuação de Geraldo na diretoria comercial da Potigás ". Pelo que dizem, quem??? Orações sem sujeito ou sujeitos ocultos indeterminam os autores da ação e assim podem esconder a covardia de quem quer atingir a integridade de outrem. Corre na justiça um processo judicial que envolve pessoas jurídicas tais como PETROBRÁS, POTIGÁS, POSTO LÍDER, ANP (Agência Nacional do Petróleo), NATURAL GÁS e é mui to esquisito que isto se transforme em uma disputa pessoal.

5- A isso soma-se a postura de tentar desqualificar o processo que teve a particpação de 3093 filiados (61% dos aptos) que elegeram em 82 municípios e no estado do Rio Grande do Norte a direção do Partido dos Trabalhadores, contrastando com os convescotes dos partidos que são oriundos da ditadura militar e que elegem em jantares seus dirigentes.

Caro Roberto, sigo no mesmo telefone celular 99**-**** que sempre lhe atendeu quando solicitado para quaisquer esclarecimentos.

Com meus cumprimentos,
GERALDO PINTO

Um comentário :

fabiocultura disse...

Calma gordo, não seja pautado pela grande emprensa. É hora de reunificar o partido para os dessafios futuros e esta missão vale pra todos e principalmente para voce!